Tecnologia inserida na sala de aula

Para estimular o debate e a busca de soluções que elevem a qualidade da Educação Básica no país, o grupo RBS TV lançou a campanha “A Educação Precisa de Respostas”. A pergunta do dia 01 de outubro foi elaborada por Carlos Autran: Não seria importante a tecnologia estar inserida dentro da sala de aula como forma de estimular e evitar a falta de interesse dos alunos?A resposta foi dada por Cristiane Koehler, doutoranda em Informática na Educação (PGIE/UFRGS). Confira o texto.

Nós, tanto na condição de pais quanto de educadores, precisamos pensar que as nossas crianças hoje não são mais como as crianças de vinte anos atrás. As crianças da nova geração já nasceram com o acesso facilitado às novas tecnologias dentro de casa, desde o controle remoto da TV, até controles de videogames e telefones celulares.

Acredito que este seja um dos principais motivos pelo qual, atualmente, há um choque de realidade nas escolas. A maioria das escolas do mundo todo parou no tempo e ainda temos salas de aula e metodologias iguais ao que era praticado em séculos passados.

Mas o que aconteceu? Por que os estudantes estão desmotivados? Por que a educação e as nossas escolas pararam no tempo? Essas são perguntas complexas, mas que podem nos mostrar indícios de que algo precisa ser mudado.

Uma das alternativas para melhorar a qualidade da educação e evitar a falta de interesse dos estudantes é, sem dúvida, o uso das tecnologias em sala de aula. Mas o uso por si só não oferece melhoria na qualidade nem evita a falta de interesse dos estudantes. Precisamos ter professores inseridos no que chamamos de “cultura digital”, que saibam utilizar as tecnologias e que consigam motivar os alunos a estudarem usando as novidades tecnológicas.

As tecnologias na sala de aula são importantes, porque vivemos numa sociedade em rede. No entanto, as tecnologias precisam ser usadas de forma adequada, com professores preparados para o uso pedagógico, trabalhando com projetos de aprendizagem de interesse dos estudantes. Isto é, projetos que tenham significado para as crianças e que elas consigam relacionar o que estão estudando com a vida prática. Em paralelo ao desenvolvimento dos projetos de aprendizagem, a criança aprende sobre Matemática, Física, Química, História, Geografia, Português, como consequência dos estudos sobre um assunto de interesse dela mesma.

Trabalhar com projetos de aprendizagem na sala de aula não é fácil, mas acredito na formação permanente dos professores. Defendo a ideia de que antes de mais nada, os professores precisam ter formação especializada, acompanhamento pedagógico constante, e a escola precisa estar inserida na cultura digital.

Texto publicado originalmente em http://wp.clicrbs.com.br/perguntaserespostas/2012/10/01/a-tecnologia-nao-deveria-ser-inserida-em-sala-de-aula/?topo=52,1,1,,403,e403

 

Comments

  • concordo plenamente com eese texto

    vania4 de fevereiro de 2013

Oi!! Gostou?! Não gostou?! Conte pra gente!! ;-)